As cartas de Jane Austen traduzidas – III

A cada carta de Jane Austen que eu leio, mais eu admiro a pessoa que ela era (da escritora eu já sou fã faz tempo). É cada comentário que eu tenho certeza de que conviver com ela era, no mínimo, divertido rs! Nessa carta aí embaixo, está uma das frases dela que eu mais gosto: “What dreadful hot weather we have! It keeps one in a continual state of inelegance“. Eu amo o calor (mil vezes mais que o inverno – hoje, por sinal, está um frio insuportável aqui onde eu moro), mas acredito que naquele tempo – quando os desodorantes ainda não tinham sido inventados – os dias bem quentes deviam ser complicados, para dizer o mínimo. Mas diz aí: quer um jeito mais elegante de reclamar disso do que dizendo que “as pessoas ficam em um contínuo estado de deselegância”? É muita classe! rs!

“Rowling, Domingo, 18 de setembro.

Minha querida Cassandra – Essa manhã se passou com dúvidas e deliberações, com a formação de planos e a remoção de dificuldades, pois um dia que eu não esperava que chegasse tão cedo foi adiantado em uma semana. Frank recebeu ordens para embarcar no Captain John Gore, comandado pelo Triton, e, portanto, será obrigado a estar na cidade na quarta-feira; e embora eu tenha toda a disposição do mundo para acompanha-lo nesse dia, eu não posso ir ante a incerteza de os Pearsons estarem em casa, uma vez que eu não teria um lugar para ir se eles não estiverem.

Eu escrevi para a Sra. P. na sexta-feira, e esperava receber uma resposta dela esta manhã, o que tornaria tudo mais fácil, e permitiria que partíssemos amanhã, como Frank, assim que recebeu suas ordens, tinha a intenção. Ele ficará aqui até a quarta-feira apenas para me acomodar. Eu escrevi novamente para ela hoje, e queria que ela me enviasse uma resposta pelo mesmo correio. Na terça-feira, portanto, eu definitivamente saberei se eles pode ou não me receber na quarta-feira. Se eles não puderem, Edward fez a gentileza de prometer em me levar até Greenwich na próxima segunda-feira, que é o dia antes do determinado, se assim for melhor para eles. Se eu não receber nenhuma resposta até terça-feira, eu devo presumir que Mary não está em casa, e devo esperar notícias, já que depois de tê-la convidado para vir até Steventon comigo, ir para casa e não tocar mais no assunto não será possível.

Meu pai fará a gentileza de levar sua filha pródiga para casa, eu espero, a não ser que ele queira que eu ande pelos hospitais, entre em algum templo ou monte guarda em St. James. Dificilmente Frank poderá me levar para casa – não, ele certamente não poderá. Eu prometo escrever novamente assim que eu chegar em Greenwich.

Que calor horroroso está fazendo! Deixa as pessoas em um contínuo estado de deselegância.

Se a senhorita Pearson for retornar comigo, por favor, tenha cuidado para não esperar por muita beleza. Eu não vou fingir e dizer que, a primeira vista, ela fez jus à opinião que eu tinha formado sobre ela. Minha mãe, tenho certeza, ficará desapontada se não tomar cuidado. Pelo que eu me lembro de sua figura, não tem muita semelhança.

Eu estou muito feliz que a ideia de retornar com Frank me ocorreu; já que no que diz respeito a Henry vir para Kent de novo, a época em que isso irá ocorrer é tão incerta que eu devo esperar até sua morte. A princípio, eu estava determinada a partir com Frank amanhã e arriscar minhas chances, etc., mas eles me dissuadiram dessa atitude impensada que, pensando e considerando agora, eu realmente acho que seria; pois, se os Pearsons não estiverem em casa, eu inevitavelmente cairia na lábia de uma mulher gorda que iria me embebedar com uma cerveja barata.

Mary deu a luz a um menino – os dois estão muito bem. Eu irei deixar que você adivinhe de qual Mary eu estou falando. Adieu, com todo o amor para todos os seus colegas agradáveis. Não deixe que os Lloyds contem nada antes que eu retorne, a não ser que a senhorita P. não participe da festa. Como eu escrevi mal! Estou começando a me odiar.

Sua,

J. Austen”.

Espero que tenham gostado!

Com carinho, Roberta.

A imagem em destaque foi retirada daqui.
Postado por: Roberta Ouriques

Comentários

Posts relacionados

Minha viagem para Londres – primeiras considerações

Quem me segue no Instagram viu que estive em Londres esse mês – e também em Bath, em Chawton, em