Gran Hotel (2011)

Quando eu comecei a assistir Gran Hotel, a primeira coisa que passou na minha cabeça foi: “Em que mundo eu estava que ainda não tinha começado a ver?”. Estava na minha lista da Netflix há séculos, mas eu sempre acabava assistindo outra no lugar. Felizmente, eu me forcei a assistir esses dias e… estou AMANDO! Maratonei a primeira temporada feito uma doida e já estou no final da segunda rs.

Gran Hotel é uma série espanhola que foi transmitida entre 2011 e 2013 pelo canal Antena 3 (aqui no Brasil, nós podemos assistir pela Netflix, que tem as três temporadas completas, ou pelo Globosat). Eu confesso que estranhei um pouco no começo, em razão língua espanhola, mas agora já estou pra lá e pra cá com meu melhor sotaque espanhol hahaha. Estou até pensando em estudar o idioma mais a fundo. Ah! Eu achei que a série lembra muito Downton Abbey, pois mostra bem a vida dos clientes do hotel (pessoas de alto poder econômico) e dos criados. Então quem gostou de Downton Abbey, não pode deixar de assistir Gran Hotel, ein?

Mas vamos conhecer um pouquinho mais sobre a história?

Julio Olmedo (Yon González), um jovem de origem humilde, vai até o Gran Hotel (um hotel de luxo localizado na vila fictícia de Cantaloa, Espanha) visitar sua irmã, Cristina (Paula Prendes), uma camareira do hotel. Quando ele chega no hotel, vem a surpresa: ninguém sabe ou viu Cristina nos últimos 30 dias. Determinado a descobrir o que aconteceu com sua irmã, que está sendo acusada de um roubo, Julio consegue um posto como camareiro no hotel e passa a conduzir sua própria investigação. No hotel, Julio conhece Alicia Alarcón (Amaia Salamanca), filha da dona do hotel, e é claro que os dois se apaixonam. Alicia está noiva do diretor do hotel, Diego Murquia (Pedro Alonso), e de início fica relutante em acreditar nas teorias de Julio. Contudo, depois de alguns acontecimentos, ela mesma passa a ajudar Julio a descobrir o que realmente aconteceu com a irmã dele.

A trama do desaparecimento de Cristina é muito intrigante, e dá vontade de ver um episódio atrás do outro. E ao mesmo tempo que vamos matando nossa curiosidade quanto ao mistério principal, vamos nos apegando (muito!) aos personagens. Aqui vão os meus preferidos:

Julio Olmedo é um rapaz humilde e trabalhador (que fica um tanto bonitão com a roupa de camareiro rs), que possui um certo talento para se envolver em encrencas (e para envolver os outros em encrencas também). Mas não se preocupem: ele faz tudo guiado por um bom coração e pelo espírito de justiça.

Spoiler alert: você pode acabar apaixonada por ele.

Alicia Alarcón é filha de Teresa Alarcón, dona do hotel, e Carlos Alarcón, falecido. Ela também tem dois irmãos, Sofia e Javier, e não poderia ser mais diferente do que eles. Aliás, Alicia é diferente de todo mundo de sua família. Uma moça cativante e gentil, que acaba comprometida com Diego Murquia e apaixonada por Julio Olmedo. Ah, eu disse que Alicia também é uma espécie de imã para encrencas?

Andrés Cernuda é um camareiro do Gran Hotel já faz tempo. Filho da governanta, Ângela, Andrés leva seu trabalho muito a sério – mas não consegue evitar de ajudar Julio e Alicia em alguns planos mirabolantes.

A amizade de Julio e Andrés é uma das melhores partes da série, e eu dou muita risada com eles. Mas é claro que minha parte preferida é o romance de Julio e Alicia né? Fico suspirando com os dois, que já se tornaram um dos meus casais preferidos.

Bem, eu ainda preciso melhorar minha habilidade em falar de uma série sem soltar um spoiler e outro. No fim, acabo achando que falei pouco, mas se eu falasse mais eu acabaria estragando algumas surpresas do enredo rs. Eu espero que todo mundo que for dar uma chance para Gran Hotel goste tanto quanto eu! E eu vou amar conversar com quem já assiste também, ein? Só não esqueçam que eu ainda estou na metade da segunda temporada rs.

Espero que tenham gostado!

Com carinho, Roberta.

Postado por: Roberta Ouriques

Comentários

Posts relacionados