Poldark (2015)

Quando decidi que iria trazer indicações de séries e filmes de época para o blog, eu tive certeza de que a primeira série que eu postaria seria Poldark. Eu pensei bastante, porque queria muito indicar essa série, mas não era fácil de assisti-la aqui do Brasil. Eis que, quando comecei a escrever esse post, li uma notícia de que a série estaria disponível no Globosat! E sim, já estão lá, todas as temporadas (1ª, 2ª e 3ª).

Eu, particularmente, fico muito feliz que a série esteja tendo esse reconhecimento, porque é realmente muito boa! E pensar que quando eu comecei a assistir eu estava um pouco ressentida? Sabe, eu descobri a existência de “Poldark” quando terminei de assistir uma outra série (que, sim, vou postar aqui mais para frente) e fiquei sabendo que a tal série seria cancelada porque Poldark estava dando certo no horário. Como assim né? Eu tenho um apreço muito grande pelas minhas séries (rs), então confesso que fui assistir Poldark com um pé atrás… e amei! Sou uma grande fã da série hoje em dia. Atualmente, a série já tem três temporadas completas e logo a quarta temporada irá estrear, embora ainda não tenha sido divulgada uma data certa (e a renovação para a 5ª temporada já foi garantida!).

A produção da BBC, que possui inúmeras séries de época, é sempre maravilhosa: desde as locações até as vestimentas dos personagens. Poldark, nesse sentido, não peca. Como a história se passa na Cornualha, espere paisagens belíssimas das praias de lá. Elas aparecem sempre e dá uma vontade doida de agendar uma viagem para a Inglaterra amanhã mesmo. Um lugar lindo demais! Mas não só de belas paisagens se faz uma série, não é mesmo?

O enredo de Poldark dispensa comentários, mas como eu estou indicando a série para vocês, eu acho que devo falar um pouquinho sobre isso. A história é incrível e você acaba descobrindo muitas coisas sobre aquele período. Temos histórias de amor (que vão fazer vocês suspirarem, acreditem!), mas também temos histórias paralelas que irão tratar dos mais variados temas: o trabalho pesado nas minas de carvão na época, procedimentos criminais, eleições dos distritos, guerra, casamentos forçados, distinção entre as classes, etc. Eu digo com toda a certeza: vocês irão amar alguns personagens e vão querer matar outros, mas, de uma forma surpreendente, de vez em quando vocês vão querer matar os personagens que vocês já amam também. Eu mesma já chorei assistindo a série e já pausei para dar tempo de ficar com raiva da atitude de certos personagens rs.

O elenco também é um ponto altíssimo de Poldark, começando pelo protagonista masculino, Aidan Turner, que interpreta Ross Poldark. Ele é maravilhoso e caiu como uma luva para interpretar o Ross. Ele tem todo um carisma, uma voz grave e uma expressão de seriedade que é de matar um coração desavisado (rs), tudo isso, é claro, sendo um ótimo ator. E não consigo nem encontrar elogios suficientes para Eleanor Tomlinson, que, além de maravilhosa, transmite com perfeição toda a delicadeza e a força de Demelza Carne, minha personagem preferida.

Outros atores que eu acredito terem sido perfeitamente escalados foram Jack Farthing (George Warleggan), Caroline Blakinston (Ágatha Poldark), Phil Davis (Jud Paynter), Luke Norris (Dr. Enys) e Gabriela Wilde (Caroline Penvenen), mas não tenho reclamações de ninguém, viu? No decorrer da série, vários personagens são introduzidos na história e fazem seu trabalho tão bem que você acaba ficando triste quando eles saem (por exemplo, personagens que crescem e precisam ser substituídos).

Olha, é difícil indicar a série sem soltar nenhum spoiler, mas acho que eu dei conta rs. Não percam a oportunidade de assistir essa série linda e emocionante e eu garanto que todas vão se tornar fãs tanto quanto eu.

Com carinho, Roberta.

Postado por: Roberta Ouriques

Comentários

Posts relacionados

Emma (2020)

Fazia um tempo que eu queria ver essa nova adaptação de Emma, mas, para variar, eu estava enrolando né? Eis