Sanditon (2019)

Não é segredo nenhum que eu AMO produções de época, e que sou particularmente fascinada pelas adaptações dos romances de Jane Austen: ou seja, quando eu descobri que Sanditon, um dos romances inacabados da autora, seria transformado em série, eu imediatamente comecei a contagem regressiva. Por coincidência, inclusive, eu estava em Londres no dia da estreia do programa, e cansei de ver propagandas da série nas estações de metrô. Bem, para quem ainda não leu Sanditon, eu vou fazer um resuminho (deixando claro eu indico muito a leitura, ainda que Jane Austen tenha conseguido finalizar apenas 12 capítulos):

A mocinha desse livro é Charlotte Highwood, que acaba sendo convidada pelo Sr. e a Sra. Parker para passar uma temporada em Sanditon, um balneário em Surrey. O Sr. Parker, aliás, é um dos idealizadores do balneário, e Charlotte fica hospedada na casa deles. Lá, ela conhece outras figuras na cidade: lady Denham, Srta. Brereton, Sir Edward Denham, Srta. Denham e os irmãos do Sr. Parker – Diana, Susan, Arthur e Sidney.

Bom, Jane Austen parou de escrever o livro justamente quando Sidney Parker é introduzido no enredo, mas tudo indica que ele seria o mocinho da história. De qualquer forma, é o caso da série e os protagonistas são Charlotte (interpretada por Rose Williams) e Sidney (interpretado por Theo James).

Dos personagens que eu listei acima, houve uma pequena mudança em relação aos irmãos do Sr. Parker: eles excluíram a existência da Susan (no que não vi problema). Há, ainda, alguns outros personagens mencionados no romance que aparecem na série também: Srta. Lambe, Srtas. Beaufort, Sra. Griffiths e os Stringers (esses últimos, na verdade, são brevemente mencionados nos capítulos escritos por Austen, mas têm um papel importante na série). Já o restante dos personagens da série foram criados pela mente dos roteiristas.

E, estando super animada para assistir, o que eu achei da série?

Jane Austen não deixou muito material para que um roteirista pudesse trabalhar. O romance inacabado é apenas um esboço muito superficial, já que a gente não tem ideia do que ela pretendia fazer com os personagens: por exemplo, ela deixa claro no livro que a Srta. Lambe é negra e, como nunca antes tivemos um personagem negro nos livros dela, eu acredito que a Srta. Lambe seria importante na narrativa. Mas, justiça seja feita, quando eu li os capítulos de Sanditon pela primeira vez, que não me interessei muito pela história para ficar imaginando o que aconteceria ou não rs. E os roteiristas da série fizeram um bom trabalho por mim, vou admitir rs!

Na questão de roteiro, eu me incomodei um pouco com algumas coisas, mas não posso falar por que seria um festival de spoilers (se alguém quiser comentar pode falar comigo no privado nas redes sociais do blog). O importante é que, no geral, eu gostei muito da série e eu recomendo sem nem pensar duas vezes – especialmente para os fãs de Jane Austen. Heads Up: o final da série (que tem oito episódios) deixou muuuuita gente insatisfeita. Não sabemos ainda se teremos uma segunda temporada ou não, então eu já deixo avisado que o final não é lá aquelas coisas rs!

É uma série que, uma vez quando eu comentei nos stories do Instagram, parece uma série ‘romance de época’ apesar de ser baseada em um clássico inglês. Compreendem? rs! Os romances de época, via de regra, são menos rígidos, tem um humor diferente, tem sensualidade… e tudo isso está nessa série, que a difere de qualquer outra produção baseada nos romances de Jane Austen. Eu gostei muito e estou na torcida para uma segunda temporada (apesar de que eu, particularmente, não detestei o final tanto assim rs).

Alguém aí já assistiu? Deixem nos comentários a opinião de vocês 🙂

Com carinho, Roberta.

Postado por: Roberta Ouriques

Comentários

Posts relacionados