As cartas de Jane Austen traduzidas – III

A cada carta de Jane Austen que eu leio, mais eu admiro a pessoa que ela era (da escritora eu já sou fã faz tempo). É cada comentário que eu tenho certeza de que conviver com ela era, no mínimo, divertido rs! Nessa carta aí embaixo, está uma das frases dela que eu mais gosto:

As cartas de Jane Austen traduzidas – II

“Cork Street, manhã de terça-feira (agosto de 1796). Minha querida Cassandra, mais uma vez me encontro nessa cenário de dissipação e vícios, e eu já estou começando a encontrar algumas corrupções em minha moral. Nós chegamos em Staines ontem, não sei a que horas, sem sofrer muito com o calor que eu estava esperando. Nós

As cartas de Jane Austen traduzidas – I

O principal meio de comunicação na época de Jane Austen era a carta, de forma que Jane, enquanto viva, escreveu muitas e muitas e muitas cartas para toda a sua roda de conhecidos. Infelizmente, a maioria dessas cartas foi destruída por sua irmã, Cassandra, e outros familiares – e, segundo uma das sobrinhas de Jane